O eSocial é um projeto do Governo Federal que unifica digitalmente todas as informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais, criando um padrão online para o preenchimento de cadastro e envio dessas informações. Quando for implantado em sua totalidade, o eSocial será estendido aos demais empregadores, pessoas físicas e jurídicas, trazendo diversas vantagens em relação à sistemática atual, tais como:

Atendimento a diversos órgãos do governo com uma única fonte de informações, para o cumprimento das diversas obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias atualmente existentes;

Integração dos sistemas informatizados das empresas com o ambiente nacional do eSocial, possibilitando a automação na transmissão das informações dos empregadores;

Padronização e integração dos cadastros das pessoas físicas e jurídicas no âmbito dos órgãos participantes do projeto.


Objetivos do eSocial:

Garantir direitos trabalhistas e previdenciários.

Simplificar o cumprimento das obrigações principais e acessórias, reduzindo custos e a informalidade.

Facilitar o cruzamento de dados para o Fisco.

Aprimorar a qualidade de informações da seguridade social e das relações de trabalho.

Aumentar a arrecadação, pela diminuição da inadimplência, da incidência de erros, da sonegação e da fraude.

Notícias:

Uma pesquisa realizada pela Receita Federal do Brasil (RFB) mostrou que poucas empresas estão se adaptando ou destacando uma equipe especializada para atender o eSocial, Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas. O sistema pretende unificar o envio de informações para diversas entidades, como por exemplo a Caixa Econômica Federal e o Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, prometendo diminuir a burocracia.

De acordo com uma notícia do portal do Jornal Contábil, o estudo da RFB apurou que 70% das empresas não tem projetos ou profissionais específicos para adaptar os processos internos necessários para atender o eSocial. Além disso, ela mostra que 41% dos empregadores preveem dificuldades para lidar com o projeto e com as mudanças culturais nos processos realizados pela empresa, diminuindo o interesse nessa preparação. De uma forma geral, 60% das empresas apontam que a principal dificuldade serão as origens diferentes dos dados enviados para o Governo Federal.

Os números indicam o despreparo dos gestores que devem lidar com a nova metodologia para o envio das obrigações, dificultando o processo de adaptação. Os processos internos deverão ser redesenhados e reestruturados para atender o eSocial, que não cria nenhuma legislação apenas digitaliza as informações que devem ser enviadas para as entidades participantes.

   

Av. Rio Branco, 181 - Sl. 2401 - Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: 55 21 3503-0268 | 3503-0275 | 3503-0250 | 97357-9318
sac@clinicare.com.br



Copyright © 2011 - sbcomunicacao.com.br